terça-feira, 22 de setembro de 2009

Só sei que foi assim...

ilustra: Normam Rockwell

PARTE III

Antes de falar da escola, preciso dizer que tive a cara-de-pau de enviar 3 e-mails para pessoas conhecidas que moram em países distintos (Inglaterra, Canadá e EUA) candidatando-me a passar “6 meses em sua companhia”. Que tal? Kkkkkkkkkkk Sério, disse que precisava do inglês e preciso muito! Passar pela experiência de se perder no aeroporto da África do Sul sem saber falar um “i” (como já me aconteceu) it’s terible!
A dos EUA respondeu, não ao e-mail. Ela me ligou! E pra minha surpresa disse que tinha um “quartinho” pra mim reservado em sua casa e que conhecia uma escola interessante no centro de NY, esquina com a Timesquare (wow)! Nem acreditei! “uhuuu deu certo!!” (Eliene e tia Eliete, meus dois anjos bem feitores) – e precisava do visto, das passagens e... tudo – mas tudo saiu tão rápido, que em 30 dias (contando da manhã que tive a tal “idéia”) cheguei a NY com visto de estudante (5 anos) e ainda gentilmente acompanhada de uma amiga (tradutora de plantão) que decidiu passar as férias nos EUA. Como diria minha mãe: “tá bom pra ti?”. Só Jesus mesmo :)

2 comentários:

sblanco disse...

Agora simmmmm! Entendi tudo e, maravilhoso, só estou com dificuldade de dizer exatamente qual parte é mais maravilhosa, pois quando se trata de Cláudia Luz é tudo tão intenso, inusitado, tudo deliciosamente dirigido pelo Altíssimo, extraordinário e impactante por Ele, porque afinal de contas a moça é difícil, ou muito profunda, ou muito...
Gostei do parar sem saber para onde ir e somente obdecer, sei o que é isso e sei também o contrário, seguir sem saber no que vai dar, só confiando em Deus conseguimos isso, mas como caminhar sem essa maravilhosa confiança nEle?? Eu preifo confiar, é mais agradável, é mais seguro e creio que nessa parte concordas comigo.
Amiga, achei maravilhoso também o fato de ires estudar inglês num país que fala essa lingua, além do aprendizado ser mais interessante é mais rápido e a escola em que estais é realmente um achado, ou afinal pela característica da classe ou falas inglês ou falas inglês não tem como fugir. Ah!!! eu também quero, ahahaha!
Querida, fico feliz por estares bem e em paz, um grande abraço e tudo de muito bom aí prá ti, fico te aguardando aqui para batermos aqueles papos que só posso ter contigo.
Beijos: Sonia Blanco

Ana Luz disse...

Soninha... saudades tb dos nossos convercês rs. Não tenho como descordar de vc, por mais maluco que seja, doloroso as vezes, tudo é mto melhor com Ele na frente. Eu realmente nem sei o que dizer diante das coisas que Ele tem feito, mas sei dizer que é muito bom conseguir simplesmente acreditar. Amo-te to much! (percursivo assim) rs